Enxame #2












Laura Rubião

(Coordenadora da XXII Jornada da EBP-MG)


O tema da XXII Jornada da EBP-MG O inconsciente e o mestre contemporâneo: o que pode a transferência? vem suscitando um trabalho vivo e pungente em nossa comunidade. O leitor poderá conferir nesse segundo número do boletim Enxame uma amostra do que tem sido essa experiência de investigação.

Ler mais...









Neurose sem Édipo 
Helenice de Castro

Gostaria primeiramente de agradecer à Simone Souto, à Laura Rubião e a Fernanda Otoni pelo convite para participar do Seminário Preparatório da XXII Jornada da EBP-MG. Agradeço também aos colegas que estão comigo trabalhando esse tema em cartel: Laura Rubião, Fernanda Costa, Yolanda Vilela, Sérgio Mattos, Sérgio de Castro e Lilany Pacheco. Esse trabalho de hoje é fruto das discussões com esses colegas.
Nas conversas no cartel, partimos da sexta lição do Seminário 17, que tem como título O mestre castrado. Ali Lacan desenvolverá o caráter inutilizável do Édipo e interrogará porque Freud substituiu o saber que recolheu das bocas luminosas das histéricas pelo o mito do Complexo de Édipo.
Pretendo então retomar de perto essa lição para localizar o engano de Freud ao se deixar guiar pelo Édipo, para, num segundo momento,, identificar o saber mais além do Édipo, que as histéricas entregam de bandeja. 
Ler mais...






Os sem-nome e as normas
Christiane Alberti

Que lugar a psicanálise ocupa na cidade atualmente? E quais são as incidências de uma psicanálise no laço social, em suas novas modalidades?  Questões para as quais é necessário situar o que caracteriza a cidade hoje, num contexto em que, precisamente, a cidade não existe mais, desde que o mercado globalizado ocupa o seu lugar.
Ler mais...












Por uma memória real
Gilson Iannini
 

Black Mirror não é uma série sobre tecnologia ou sobre os efeitos colaterais sociais e subjetivos dos gadgets e dos dispositivos telados. Essa é a pista falsa que o produtor Charlie Brooker lançou e que fez grande parte da crítica especializada ficar debatendo uma suposta tecnofobia subjacente à série. Argumento facilmente desmontável: nenhum episódio propõe um retorno nostálgico à natureza ou um horizonte de reconciliação possível com um passado supostamente perdido. Black Mirror é uma série sobre o que há de obscuro em nossos desejos e como nossos desejos são constituídos a partir de um Outro, que não existe mais.
Ler mais...



 



Falsa conexão
Marcela Antelo

A falsa conexão, associação, ligação, enlace (falsche Verknüpfung) é a mais antiga das falsidades que a Psicanálise soube ler e a mais moderna da qual sabe se servir, muito antes que o fake se tornasse o significante mestre, imperador dos discursos em ação.
Frau P. J., Emma, Emmy de N., Cecilia M. constituem casos que levam Freud a estabelecer a falsa conexão, mésalliance, como nome da transferência[3]. A descoberta apresentou-se já no caso de Frau P. J., jovem cantora de vinte e sete anos, apaixonada pelo marido viajante. Após três meses do casamento, quando depositava no piano suas saudades, um emaranhado de acontecimentos de corpo a levou a pensar que estava enlouquecendo. No dia seguinte, já dissipada a crise de angústia, ouviu sua empregada relatar o enlouquecimento de uma vizinha. Instala-se aí a obsessão acompanhada de angústia, que, para Freud, constitui a essência do caso.
Leia mais...











Entrevista com Tânia Abreu


Enxame - O mestre contemporâneo infiltra-se por imensos campos da vida atual, sob o discurso do “para todos”. Qual de suas caras você identificaria mais claramente?
 

Tânia Abreu - De imediato, recordei o período no qual nos preparávamos para o VII Enapol, quando debatemos o império das imagens e suas conseqüências. Desde lá venho pensando que uma das figuras do mestre na contemporaneidade é a Internet e seus tentáculos: Google e redes sociais. Fato que comprovo no cotidiano de minha clínica, sobretudo com crianças e jovens, mas que também pude conferir e comprovar  recentemente, no Fórum Social Mundial, ocorrido em Salvador de 13 a 17.03.18. Um rápido passeio pelas palestras e programa deste Fórum e nos deparamos com as preocupações das autoridades , especialmente as universitárias,  com o poder da comunicação nos dias atuais, sobretudo com a mídia dita “oficial” a serviço dos interesses capitalistas. Uma pergunata não cessava de insistir: como promover a democratização da comunicação? Ponto de conjunção com o aggionarmento que vem se empreendendo no Campo Freudiano?
Leia mais...




Do mestre antigo ao mestre contemporâneo : o que há de novo
Para além da “torre de marfim”: os desafios no ensino do Direito

André Rubião

Em O Primo Basílio, Eça de Queiroz criou um personagem conhecido no universo do Direito. O Conselheiro Acácio era um advogado pomposo e moralista, com seus trajes formais, ávido por citar expressões em latim e autores estrangeiros. A partir dele, Eça de Queiroz dirigia uma crítica aos juristas do século XIX, que vinham formando uma casta influente na sociedade. Como se dava a formação desses profissionais? De que maneira o “arquétipo do acacianismo” foi se transformando?
Leia mais...
















Um delírio Real



Iniciando as atividades da Comissão de Conexões da XXII Jornada da EBP-MG para investigação sobre o tema “O Inconsciente e o Mestre Contemporâneo: o que pode a transferência?”, aconteceu, no dia 21 de março, a apresentação de uma vinheta clínica pela equipe técnica de acompanhantes terapêuticos da moradia assistida EmCasa


  
O artesão das palavras: sujeito e escrita na clínica lacaniana do real

No dia 23 de Abril a Pontificia Universidade Católica deu lugar à 2a Conexão entre as XXII Jornadas da EBP-MG e o Laboratório de Estudos Clínicos do Curso de Psicologia (1). Nela constatamos como a transferência sustentada pelo discurso analítico pôde acolher um sujeito e enlaçar ao Outro sua obra que, anteriormente, estava destinada ao lixo. O autor é um mestre da linguagem, um sujeito que não tem o apoio de um discurso estabelecido. Sua escrita não visa a construção de uma metáfora delirante, mas sim, suportar o corpo. A partir da materialidade da palavra ele faz um nome: ‘Jesus’ e, sua obra, cheia de iluminuras, visa o deleite do leitor. Ele inventa um laço social inédito como forma de compensação da demissão paterna.
Leia mais...










SEMINÁRIO PREPARATÓRIO DA XXII JORNADA DA EBP-MG:
O INCONSCIENTE E O MESTRE CONTEMPORANEO: O QUE PODE A TRANSFERÊNCIA?


JUNHO
DIA 07 / Horário: 20h30min
O mito individual na psicose por Antônio Beneti
Coordenação: Simone Souto (Diretora de Orientação da XXII Jornada EBP-MG)
Local Sede da EBP/MG


CONEXÕES DA  XXII JORNADA EBPMG

JUNHO

DIA 13

“Caso S., a maternidade possível via outro materno”:
Por: Heloísa Marinho (assistente social) e Roberta Oliveira (enfermeira) –  Consultório de Rua da PBH
Comentário e apresentação das XXII Jornadas EBP-MG: Fernanda Otoni (membro EBP/AMP, Diretora da EBP-MG)
Responsável pelo Registro Fotográfico e Nota para o Boletim Enxame: Marcelo Quintão
Coordenação: Paula Brant
Local: Auditório do Distrito Sanitário Oeste, Rua Campina Verde, 593, Bairro Salgado Filho