Enxame #1








Fernanda Otoni-Brisset e Ludmilla Féres Faria





     A XXII Jornada da Escola Brasileira de Psicanálise O inconsciente e o mestre contemporâneo: o que pode a transferência? dá continuidade à pesquisa sobre o inconsciente hoje, investigando, desta vez, as consequências em nossa clínica da irrupção do mestre contemporâneo. Lacan formalizou, como todos sabem, o discurso do mestre como o discurso do inconsciente, e o discurso do analista, por sua vez, como o seu avesso. Portanto, se o mestre não é mais o mesmo, quais serão as consequências desse fato para nossa clínica e como esse fato participa da atualidade dos sintomas e da direção do tratamento?
      Ler mais...












A transferência e o declínio do sujeito suposto saber

Laura Rubião

 



        Agradeço à Diretoria da EBP-MG e em especial à Fernanda Otoni pelo convite para coordenar nossa próxima jornada, ao lado de Simone Souto que estará à frente da comissão de orientação.

        É com muita alegria que convidamos todos a participarem da XXII Jornada da EBP-MG – O inconsciente e o mestre contemporâneo: o que pode a transferência? Um tema instigante que inspira o trabalho de articulação entre o que ressoa da subjetividade de nossa época e os impasses atuais da experiência analítica.
      
Ler mais...





O inconsciente e o mestre contemporâneo: o que pode a transferência?

Simone Souto

Diretora de Orientação da
XXII Jornada da EBP-MG
      O tema escolhido para a próxima Jornada da EBP–MG situa-se na sequência de uma investigação sobre o inconsciente iniciada na Jornada anterior. Se antes o inconsciente foi abordado pelo prisma da diferença sexual, agora interessa-nos discutir as formas de sua manifestação na época do mestre contemporâneo e, acima de tudo, como a psicanálise tem respondido, sob transferência e, também, fora dela, às incidências desse modo de dominação.

       Sabemos, desde Freud e com Lacan, que “o verdadeiro mestre é o Inconsciente”. É ele quem governa nossa vida psíquica, nossos sintomas, ordenando, para cada um, a realidade em que vivemos e nossa relação com o mundo. Em nossos dias, a queda dos significantes mestres, ou seja, dos significantes que ordenavam a nossa civilização e que funcionavam como parâmetros claros de nossos ideais e de nossas formas de satisfação, tem promovido profundas modificações nos laços sociais e em nosso modo de viver.
       Ler mais...



 



Agamben com Nietzsche: o contemporâneo é o inatual

Márcia Rosa







        Depois de enfatizar que a contemporaneidade é uma relação singular com o próprio tempo, que adere a ele e, simultaneamente, dele toma distâncias, Agamben interroga: “de quem e de que somos contemporâneos?” Essas perguntas, ele as extrai das Considerações Intempestivas ou Inatuais (1874), nas quais Nietzsche busca acertar contas com seu tempo, tomar posição em relação a ele. Neste livro, o jovem filólogo coloca em questão a glorificação da cultura histórica que lhe era contemporânea na Alemanha do final do século XIX, considerando-se, portanto, inatual. Depois de diagnosticar a “febre histórica”, ele diz “lançar uma ação intempestiva contra esta época, sobre esta época, (...) em beneficio do tempo que há-de-vir”. (Nietzsche, 1874/1976, p. 102-103).
        Ler mais... 




 
Inconsciente

Frederico Feu de Carvalho


 

 
O inconsciente se apresenta, em nossa experiência imediata, como um tropeço. Esse tropeço evoca um instante de abertura a algo que parece se destinar ao desaparecimento, pois o momento seguinte é de fechamento e cicatrização. Lacan evoca assim, em seu seminário, Os quatro conceitos fundamentais da psicanálise1, a função pulsativa do inconsciente. Essa fenomenologia evasiva se transfere à apreensão de seu conceito. Ele nos escapa, como o pássaro que queremos tomar pela cauda, tão logo fechamos as mãos sobre ele. Dentre as múltiplas portas de entrada para abordar o conceito de inconsciente me limitarei, aqui, a desenvolver a asserção “o inconsciente é discurso”, que perpassou a introdução feita por Simone Souto ao tema de nossa próxima Jornada2, focalizando a homologia estrutural entre o inconsciente e o discurso do mestre. Espero com isso construir alguns alicerces para que possamos, ao longo desse ano de trabalho, abordar os impasses atuais da psicanálise frente ao mestre contemporâneo.
Leia mais...









LUIZ HENRIQUE VIDIGAL



Singular!

Antônio Benetti



     Eu não teria outro significante para definir o modo de funcionamento, na vida, de meu amigo. Um estilo!

     E que nos deixou dessa maneira, subitamente, sem se despedir, sem aviso prévio, sem falar nada... Iria só até ali e voltaria para a mesa do restaurante, e voltaria junto ao convívio da mulher e dos amigos. Sempre social, generoso, amoroso... Desta vez, não voltou...
     Ler mais...









Conexões

Cristiana Pittella





       A Equipe Conexões das XXII Jornadas da EBP-MG articulará seu tema - o Inconsciente e o mestre contemporâneo, o que pode a transferência? -, com as práticas clínicas, sociais e de ensino em nossa cidade. Em seu horizonte ela visa enlaçar a orientação lacaniana de nossa Escola aos achados e questões das subjetividades de nossa época.
      Nos cantos de nossa cidade, o que o mestre contemporâneo vocifera e como seus imperativos ecoam? quais as ressonâncias e dissabores, dessa voz muitas vezes áfona, no corpo do ser falante? e as conseqüências desse olhar que não cessa de tentar esquadrinhar, domar e mortificar?.
      Estaremos confrontados com as respostas e impasses do sujeito. Nessas conexões conversaremos sobre os tratamentos, as dificuldades e soluções que essas práticas encontram. O que elas podem nos ensinar e quais questões nos colocam?
      Leia mais....




PROGRAMAÇÃO



SEMINÁRIO PREPARATÓRIO DA XXII JORNADA DA EBP-MG :
O INCONSCIENTE E O MESTRE CONTEMPORANEO: O QUE PODE A TRANSFERÊNCIA?


MAIO:
DIA 03/ Horário: 20h30min
Neuroses sem o Édipo por Helenice de Castro
Coordenação : Laura Rubião (Coordenadora da XXII Jornada EBP-MG)
Local Sede da EBP/MG


CONEXÕES DA  XXII JORNADA EBPMG


MARÇO:
DIA 21 / Horário: 20hs
Apresentação: “Um delírio Real por Ernesto Anzalone e Fabiana Câmara (Moradia Assistida EmCasa)
Comentário e apresentação das XXII Jornadas EBP-MG: Simone Souto (AME da
EBP/AMP , Diretora de orientação das XXII Jornadas EBP-MG O inconsciente e o mestre contemporâneo: o que pode a transferência)
Coordenação: Luzmarina Morelo (Galba Veloso)
Local: Galba Veloso, Rua Conde Pereira Carneiro, 364, Gameleira.
Ler mais...