L'INCS #4 - 2. O QUE HÁ DE NOVO?







Há algo de novo na resposta dada pela escola americana ante ao trabalho entregue pelo estudante Jasper Finn? Finn é um jovem trans de 18 anos, que mora no estado da Virgínia, nos Estados Unidos. Ele decidiu apresentar nocolégio um trabalho que valeria créditos para ingresso em universidades, envolvendo dois temas que o cercam: gênero e sexualidade. A resposta da escola foi censurar seu trabalho e reprovar o estudante. Nas palavras twitadas por Finn: “a adminsitração da minha escola me disse para eu parar de me concentrar em gênero e sexualidade porque isso era inapropriado”.

Célio Garcia ao participar da Oficina do Festival de Verão da UFMG (2011) propos uma “política das palavras” em contraposição à “sagrada missão pedagógica em fazer cumprir determindos programas educacionais”. No caso desta escola, parece que  aquilo que tange ao sexual e marca sua diferença foi classificado como inapropriado. Garcia apontou como caminho a necessidade de se tomar a palavra, ante às respostas que conduzem ao silenciamento e segregação. Vejam qual foi a inusitada resposta de Finn em reportagem do site Catraca Livre: 




http://jornadaebpmg.blogspot.com.br/2017/08/lincs-4-5o-que-se-escreve.html



Jornada EBP-MG